14 de agosto de 2015

De repente Moda 14.08.2015

O primeiro De repente Moda do blog vem recheado de dicas de matérias sobre o mundo da moda, tanto do ponto de vista do business quanto da cultura de moda e do design. Compreender porque para a indústria dos vestidos de noiva é interessante manter a fantasia ao redor do vestido de casamento; entender como a rapidez dos negócios da moda estão chamando à atenção das empresas de tecnologia; o desempenho das grandes varejistas de moda brasileira, e muito mais.


POR QUE A APPLE VEM 'CAÇANDO' OS EXECUTIVOS DE MODA?
Business of Fashion


BLACK ARMOR: HOMENS NEGROS ESTÃO SE VESTINDO DIFERENTEMENTE COMO FORMA CONSCIENTE DE SOBREVIVÊNCIA AO RACISMO
Mashable


BOLSAS FEITAS DE MANGA E NECTARINA
It Fashion


SENAI CETIQT NA WORDSKILLS
Portal da Indústria


VAREJISTA MARISA EM MAUS LENÇÕIS
Portal GBL Jeans


A FANTASIA SOBRE O VESTIDO DE NOIVA
Quartz




group_inou / EYE

A banda japonesa inou lançou vídeo em hyperlapse para a música 'Eye' criado através de um programa de java para Google Street View. Você pode até não gostar da música... mas o vídeo ficou sensacional. Vale a pena assistir.



E o pessoal lá do Boom ainda deu a dica de como fazer um vídeo desses!

Até!

fonte

12 de agosto de 2015

Retomando as atividades!!!

Retomarei as atividades deste blog. Escreverei sobre minhas opiniões sobre o mundo da moda masculina. Os posts estarão sempre articulados em torno de 4 categorias, que vez ou outra poderão estar interligadas. 

Mi Mi Mis vai tratar de assuntos polêmicos, ou que são polemizados sem fundamento. Já escrevi dois posts dentro dessa categoria anos atrás, um sobre o estilo do homem contemporâneo brasileiro, e o outro sobre tênis de salto alto (tempão atrás) usados por homens. 

Perfil Fashionista será uma seção para explorar um pouco 'quem' são as figuras que fazem da moda masculina o que elas representa ao mercado como um todo

Fashion Business: sempre tive vontade de falar sobre moda pelo viés dos negócios. Acabo comentando com amigos ou conhecidos sobre os rumos da moda pelo mundo a fora, e agora resolvi que vou escrever sobre eles. Vamos ver no que dá! 

Fashion is Art (?) as mais variadas práticas da moda que se aproximam da arte ou que são feitas com esse intuito, ou até mesmo que usem os mesmos suportes (o corpo, o têxtil etc). E em que termos moda é arte e moda é arte? Espero consegui esclarecer as aproximações e afastamentos delas.

Então é isso, até semana que vem!

ARB





8 de agosto de 2014

JÁ PARA A COZINHA

‘Cozinhas Temporárias’ é o tipo de obra de arte que nos faz (re)pensar em nossos papéis como atores sociais e nossas responsabilidades. As artistas e pesquisadoras Ines Linke e Louise Ganz entrincheiraram-se por entre as ruas de um bairro localizado na região metropolitana de Belo Horizonte para mapearem e buscarem através de conversas com moradores e funcionários de empresas locais por todo e qualquer pedaço de terra (quintais, terrenos vagos) que pudesse ser utilizado.


Thislandyourland, como são conhecidas as artistas, invade o espaço cotidiano alterando a percepção dos participantes (moradores) através de processos de trabalho compartilhados que são capazes de potencializar a percepção das pessoas em relação ao ambiente em que vivem e que as circunda através de práticas de reflexão a partir de práticas de criação, de expressão e intervenção.



As artistas propõem a (re)ocupação dos quintais das casas e de terrenos não utilizados no bairro Jardim Canadá em Nova Lima, para o plantio de frutas, hortaliças e outros produtos, da utilização de vasos, baldes, jardineiras para aqueles que não tem uma porção de terra, ou que moram em apartamentos ou áreas totalmente impermeabilizadas pelo concreto das cidades.


Os moradores por sua vez tomam consciência de todo o processo de caráter social, transformador, as artistas são nesse sentido mediadoras e agentes promotores de ações e situações. Essas situações foram arquitetadas para aproximar os moradores desse bairro em torno de atividades experienciais que tinham como objetivo de acordo com as próprias artistas “a colaboração dos moradores no empréstimo dos espaços e com a coleta de produtos nos quintais do entorno, cozinhando apenas com os produtos coletados nos quintais”, e acima de tudo, “criar situações que permitissem uma forma de sociabilidade e modos alternativos de ocupar e consumir a cidade”.


O ato de cozinhar somente com os produtos obtidos localmente, envolvendo os moradores (participantes) em sua produção e obtenção levou-os a situações indefinidas, já que não sabiam – e não podiam controlar - qual seriam os pratos preparados até que se obtivessem os insumos. Os espaços para preparação, consumo e reunião para degustação foram todos conseguidos por parcerias ou empréstimos por parte dos próprios moradores do bairro Jardim Canadá.

omelete preparado pela população local com produtos locais
comida preparada com produtos produzidos localmente

A contemporaneidade nos exige cotidianamente ações mais sustentáveis: consumo consciente, máximo aproveitamento dos recursos disponíveis, zero desperdício e outros, impelindo-nos a uma alteração de nosso modo de vida.

mobiliário desenvolvido para o projeto 'Cozinhas temporárias'

A experiência ‘Cozinhas temporárias’ não promove o abandono às idas ao supermercado, ao consumo de produtos advindos de grandes redes de produção nacional e mundial, e sim, o estabelecimento de ‘situações’ concretizadas através de gestos artísticos performáticos que levam a reflexão de como a sociedade contemporânea moldou, e continua moldando, nossos comportamentos, de como estamos deslocados e perdemos o contato com a natureza humana.



Horta comunitária

Depois da colheita, preparação dos alimentos


fonte das imagens: http://www.thislandyourlandtrabalhoseprojetos.blogspot.com.br/